Salidos de la Cripta - Os pioneiros do Psychobilly na Colômbia

Salidos de La Cripta. Foto: Divulgação
Por Marcos Anubis. CWB Live
O Salidos de la Cripta, da Colômbia, é uma das atrações internacionais da 19ª edição do Psycho Carnival. Mortis (guitarra e vocal), Jeisson (baixo e backing vocal) e Nicolás Pardo (bateria) se apresentam no dia 10 de dezembro, no Jokers. “Sem dúvidas, o Psycho Carnival é o festival mais importante da América do Sul. É onde você tem que tocar se quer dizer que faz parte da cena psycho sul-americana. Ele é uma referência! No carnival, nós  podemos ver as bandas mais emblemáticas do gênero e ele também é uma janela para mostrar o que está acontecendo nessa parte do planeta”, elogia Nicolás.

Para as bandas da América do Sul, claramente, o festival é encarado como a maior vitrine do continente. “É a forma de mostrar que o Psychobilly latino existe e que tem muito o que dizer. Ainda não mostramos o que de melhor nós temos a oferecer. O melhor ainda está por vir. Esse é o momento latino”, complementa o baterista.

A banda acaba de lançar seu segundo álbum, “Enemigos de la Humanidad”, que se tornou uma espécie de símbolo da persistência do Salidos de la Cripta. Afinal, o disco demorou mais de três anos para ser lançado, devido, principalmente, à morte do baterista original e fundador do grupo, Zergio ‘Cervezas’, em 2015.


Zergio gravou três músicas para o álbum: “Blues del vicio”, “El efecto de su escura oracion” e “La ruta al infierno”, mas foi a sua determinação que marcou aquele momento na vida do grupo. “Para nós, a morte do Zergio foi determinante, já que estávamos na dúvida entre continuar ou não com a banda. Quem mais insistiu para que continuássemos foi o próprio Zergio. Apesar do seu delicado estado de saúde, ele nos motivou a realizar os sonhos que tínhamos com a banda. Um deles era fazer parte de um grande festival como o Psycho Carnival. Assim, tocar no festival faz parte das metas que traçamos”, diz Jeisson.


Share on Google Plus

Sobre Bone Shaker

Idealizador do site Psychobilly Brasil. Carioca, pai, esposo, trabalhador, aprendiz de baterista e entusiasta na internet. Formado em História e amante da música. Descobriu o Psychobilly com o Sick Sick Sinners e desde então decidiu que queria aquilo para sua vida. É baterista da banda Skullbillies a qual tem uma relação de amor e ódio.
    COMENTAR COM GOOGLE
    COMENTAR COM FACEBOOK

0 comentários:

Postar um comentário

O Psychobilly Brasil agradece a sua participação. Volte mais vezes!
Stay Psycho!