Psychobilly - Vocalista Baterista

Ola, psychos! Após um tempo de recesso, estamos voltando com os artigos... estes dias eu vi uma banda de psychobilly onde o baterista cantou uma musica e resolvi trazer este assunto para o Psychobilly Brasil, vamos lá:


A lendária banda Exciter

Tocar bateria é muito difícil. Requer muita força, resistência e coordenação motora para administrar seus braços e pernas, cada um fazendo uma coisa diferente ao mesmo tempo durante um show/ensaio inteiro (será que é por isso que o baterista costuma ser o mais forte da banda?).

baterista de black metal
Eu já tentei aprender a tocar bateria e não consegui, não é pra mim, nem que eu fosse o Shiva, o Durga ou um polvo. Nunca entendi direito como funciona esse negocio tocar o prato rápido com uma mão, a caixa com outro ritmo mais lento com a outra mão e ainda cuidar do bumbo com o pé.

Mas por mais por incrível que pareça, existe uma elite de seres humanos que consegue fazer tudo isso e ainda por cima CANTAR AO MESMO TEMPO!!

Fazer tudo isso cantando e prestando atenção na letra, na entonação e tempo da musica é coisa de gente que nao pertence a este mundo.

Na historia do rock tivemos algumas bandas em que o baterista também cantava como por exemplo (clique no nome da banda para ir a um vídeo): a clássica Exciter; a banda stoner Mastodon; a Coattail Riders, banda do ex-baterista do Foo Fighters e Alanis Morisete, Taylor Hawkins; a ramonística banda Japanther; as bandas de black metal Sacrificial Blood e Autopsy; e o magnífico Tortured Soul.

Como se não bastasse, alguns malucos resolvem avançar o modo hard para o modo impossible tocando de pé! Como por exemplo (links nos nomes, novamente) a banda australiana Jellyfish; a "água-com-açúcar" The Lucksmiths; e a banda punk The Konks.

Pessoalmente, ver um baterista cantando pra mim é algo surreal, tem que ter dois cérebros pra dar certo. Pra mim é como ver o vocalista cantar bebendo água. É como ver o guitarrista tocar com uma mão amarrando os cadarços com a outra. É como ver o baixista tocar seu rabecão pedalando uma bicicleta.

Não me admiro ver tão poucas bandas em que o vocalista também manipula as baquetas.

O problema é que enquanto você esta tocando, o som das batidas (principalmente a batida seca da caixa) podem atrapalhar o som da voz e ainda desviar a concentração do canto, sem falar que o próprio movimento físico quando se toca bateria afeta não só a voz, mas também a respiração de uma forma muito negativa.

Pior que tudo isso, só os One-Man-Band mesmo (falaremos sobre estes alienígenas em um futuro próximo).

Dentro do nosso amado psychobilly, também existem algumas bandas em que o baterista também canta, provando que nada é impossível:

Madsin em seus primórdios:


Da Austrália, o powerpsycho do Fireballs:


Sinshifters, banda originaria de ex- integrantes do Fireballs, agora com um som ainda mais pesado e intenso:


A famosa Bloodsucking Zombies from Outer Space:


Graveyard Drifters:


Tranps, do japão:

No Brasil tínhamos saudoso Maniac Rockers:


E o Skizoyds:



Você conhece mais alguma banda que se encaixe nesta categoria? Compartilhe conosco!
Share on Google Plus

About Vagner Rocker Gt

Na sinuca da vida eu sou a bola branca. Aprendiz de alcoólatra, não tenho dinheiro nem deus no coração. Sou graduado em muitos nada e gosto de falar sozinho mas beber acompanhado. Costumava aparecer quando rodava o disco da Xuxa ao contrario, mas agora posso ser encontrado tocando psychobilly por aí, em http://deicidasuicida.blogspot.com.br/ ou https://www.facebook.com/rockergt
    COMENTAR COM GOOGLE
    COMENTAR COM FACEBOOK

0 comentários:

Postar um comentário

O Psychobilly Brasil agradece a sua participação. Volte mais vezes!
Stay Psycho!