Psychobilly - O Power Psychobilly, ou "Powerpsycho"

Afaste as crianças, as mocinhas sensíveis e as vovós com pressão alta porque agora vamos partir pra ignorância, vamos falar um pouco sobre o "powerpsycho"!


Como já estamos cansados de saber, uma das raízes do Psychobilly é o Punk Rock. Alias , entre os amigos ainda não conheci nenhum musico (mas claro que deve ter) que já começou direto na primeira banda tocando psycho, a maioria que eu conheço veio de bandas de punk ou de metal para o lado negro, contribuindo com a questão da diversidade do estilo.

E assim como tem uma galera que vem do Rockabilly e não gosta do som mais porrada também tem aquele outro tipo de gente que sofre de problemas dos nervos e não aguentaria ouvir um CD inteiro de uma banda mais "old school".

Essa galera de pouca paciência é responsável por manter subgêneros do Psychobilly como o Punkabilly, Thrashabilly e Killbilly repleto de bandas mais pesadas que um contêiner de empilhadeiras.

LEIA TAMBÉM:


Estamos falando de bandas como Cenobites, Battle Of Ninjamanz, Calavera, Hellbillies, Mad Mongols, Banane Metalic, Barnyard Ballers, Madsin, etc. E algumas que vão ainda além na utilização de elementos do thrash/black nas suas musicas como Sinshifters e Pagan Dead.


Vale lembrar que no powerpsycho o metal é apenas uma influencia que ajuda a definir o peso e a estrutura das musicas mas não agregando mais nada do que se pode definir como Heavy Metal, o "billy" ainda tem que estar lá. A herança é essa, a agressividade e velocidade.

Aqui no Brasil já temos um jeito bem mais agressivo de fazer o psychobilly, talvez por influencia dos Catalepticos, que foi a banda que alavancou o gênero no Brasil inteiro e isso pode ser percebido em qualquer banda que veio depois incluindo bandas como Skizoyds, Frenetic Trio e Skullbillies.

Abaixo alguns exemplos de boas bandas de powerpsycho, começando pelos russos do Meantraitors, banda que esteve no Psychocarnival de 2016 e que vem distribuindo pancada desde 1989. Nesta musica abaixo, do álbum Titanic Music o "rabeco" leva mais tapa que todos que o Seu Madruga já levou da Dona Florinda e é um bom exemplo que não só com overdrive se faz um som nervoso:


Nekromantix - Monster Metal:
Esta banda clássica tem uma sonoridade bem característica e distinta, juntando o vocal um pouco mais melódico de Kim Nekroman com uma base influenciada pelo punk/metal:


Numbskulls - The witch
Banda furiosa que contava com o baixista Strangy, da formação original do Klingonz... riffs pesadaços e slap ultra ligeiro:


Cenobites - One of Them
Esta musica é do álbum autointitulado de 1997, de lá para cá esta ótima banda vem se aproximando cada vez mais do metal, mas sem deixar de ser Psychobilly:


Barnyard Ballers - Crazy Bastards
Uma das musicas que mais agitam a galera no show dos Barnyard:


Mad Sin - 50 Miles From Nowhere
Uma pancada perfeita para o wreck:


Evil Delusions - Hotrod Hillbillies
Uma ótima combinação de influencias, com riffs de psychobilly e andamento heavy metal:


Super Wood Chuck Zero One - Dinosaurs
As bandas japonesas são sempre mais loucas, esta aqui pegou um clássico porrada da banda Sting-Rays e deixou ainda mais doentio:


The Astounding Roy Gorbinsons - Wet Dreams On Elm Street
Um som pesado para se escutar em um momento de raiva:


Deixando a melhor banda por ultimo, Catalepticos com Serial Joe:


E aí, quais são as suas preferidas?

Esta matéria foi publicada também no site Whiplash. Clique AQUI para acessar.
Share on Google Plus

About Vagner Rocker Gt

Na sinuca da vida eu sou a bola branca. Aprendiz de alcoólatra, não tenho dinheiro nem deus no coração. Sou graduado em muitos nada e gosto de falar sozinho mas beber acompanhado. Costumava aparecer quando rodava o disco da Xuxa ao contrario, mas agora posso ser encontrado tocando psychobilly por aí, em http://deicidasuicida.blogspot.com.br/ ou https://www.facebook.com/rockergt
    COMENTAR COM GOOGLE
    COMENTAR COM FACEBOOK

0 comentários:

Postar um comentário

O Psychobilly Brasil agradece a sua participação. Volte mais vezes!
Stay Psycho!